PULAR CORDA

Quem passou pela infância sem brincar de pular corda, deixou de experimentar uma brincadeira muito divertida. Já quem brincou, não esquece nunca mais. Pular corda ou saltar corda é uma brincadeira tradicional que envolve grande atividade física e coordenação. Tais características fizeram da recreação um desporto. Dá pra só pular corda ou fazer várias brincadeiras enquanto pula!
PULAR CORDA
“Foguinho, fogão”: Cantar “Salada, saladinha, bem temperadinha, com sal e pimenta, fogo, foguinho, fogão” e na hora do “fogão” bater a corda muito rápido até a pessoa errar!

 “Um homem bateu em minha porta”: Sem parar de pular e fazendo os gestos que a canção manda, tem que cantar “O homem bateu em minha porta e eu abri! Senhoras e senhores, ponham a mão no chão! Senhoras e senhores, pulem com um pé só! Senhoras e senhores, deem uma rodadinha! E vão pro olho da rua!”. Aqui nesse final tem que sair da corda sem esbarrar nela!

 “Cobrinha”: Alguém faz ondinhas na corda com ela próxima ao chão e os outros têm que pular para o outro lado sem encostar nela.

 “Chicote queimado”: Todos formam uma roda de pé e alguém fica no meio dela girando a corda pertinho do chão, como se fosse o ponteiro de um relógio. Os outros têm que pular toda vez que a corda passar por eles, para não serem “queimados” por ela. Se ela encostar em qualquer parte do corpo a pessoa sai da brincadeira.

 A canoa virou A canoa virou Pois deixaram ela virar Foi por causa da fulana Que não soube remar Se eu fosse um peixinho E soubesse nadar Eu tirava a fulana Do fundo do mar.

 FONTE: https://pt.wikipedia.org/wiki/Pular_corda



Comentários