PEDRA SOBRE PEDRA

Pedra sobre Pedra é uma telenovela brasileira produzida e exibida pela Rede Globo no horário das 20 horas, de 6 de janeiro a 1 de agosto de 1992, substituindo O Dono do Mundo e sendo substituída por De Corpo e Alma, em 178 capítulos. Foi a 45ª "novela das oito" exibida pela emissora. Escrita por Aguinaldo Silva, Ricardo Linhares e Ana Maria Moretzsohn, com colaboração de Márcia Prates e Flávio de Campos; sendo dirigida por Paulo Ubiratan, Luiz Fernando Carvalho, Gonzaga Blota e Carlos Magalhães, com direção geral de Paulo Ubiratan. Foi co-produzida com a Radio e Televisão Portuguesa e exibida em horário nobre na RTP1.

PEDRA SOBRE PEDRA

Contou com as participações de Lima Duarte, Renata Sorrah, Armando Bógus, Eva Wilma, Maurício Mattar, Adriana Esteves, Eloísa Mafalda e Fábio Júnior, em uma trama que trata da rivalidade entre duas famílias no sertão nordestino, repleta de elementos de realismo fantástico.

PEDRA SOBRE PEDRA

Aguinaldo Silva trazia em Pedra Sobre Pedra vários elementos em comum com seus outros trabalhos, como a ambientação em uma cidade fictícia que faz as vezes de microcosmo do Brasil, cenas de realismo mágico e personagens com características parecidas. Aguinaldo já tinha apresentado estes elementos em Roque Santeiro e Tieta, e posteriormente em Fera Ferida, A Indomada e Porto dos Milagres. O realismo fantástico de Aguinaldo era visto, por exemplo, na flor de Jorge Tadeu que enlouquecia as mulheres que a comiam, além de situações de humor, comédia e curiosidade, apresentadas nas figuras de Sérgio Cabeleira, um homem que sofria a cada lua cheia por se sentir fortemente atraído por ela. E Dona Quirina, uma mulher de 120 anos de idade e memória prodigiosa. Os figurinos também tinham uma concepção atemporal e traziam a mistura de detalhes de fantasia.O título provisório da trama foi Resplendor, que seria aproveitado em outra trama, a telenovela Esplendor, de Ana Maria Moretzsohn.

PEDRA SOBRE PEDRA

Quem aparece na abertura da novela é a modelo Mônica Fraga. A modelo tornou-se atriz e tem participado de novelas globais, como Tropicaliente e Senhora do Destino. Através da computação gráfica, o corpo da modelo foi transformado em rochas e montanhas. As gravações da vinheta de abertura foram feitas em Lençóis, na Chapada Diamantina, na Bahia, onde havia formas naturais que favoreciam a montagem desejada. Depois, em computador, suas pernas, rosto e colo ganhavam o contorno das paisagens da chapada.

PEDRA SOBRE PEDRA

O cordão usado pela personagem Marina e um pingente da personagem de Úrsula viraram moda nacional. O figurino vibrante da cigana Vida, também fez sucesso. Por conta de um banho de cachoeira de sua personagem, Úrsula, e dos camisolões transparentes que ela usava, a atriz Andréa Beltrão virou sex symbol. A música tema de Úrsula, "Madana Mohana Murari", de Tomaz Lima, o "Homem de Bem", tornou-se uma das 10 músicas mais tocadas do Brasil na época. Foi a primeira vez que um mantra atingiu os meios de comunicação.

PEDRA SOBRE PEDRA

Gioconda Pontes (Eloísa Mafalda), chamava Eliane (Carla Marins), a filha de Cândido Alegria (Armando Bogus), de "bastardinha". Carla Marins foi o grande destaque do ano, se tornando capa da edição de 17 anos de aniversário da revista Playboy, em agosto de 1992.

PEDRA SOBRE PEDRA

Uma das cenas mais marcantes da novela, foi a do assassinato do retratista Jorge Tadeu (Fábio Jr.), encontrado morto, em sua cama, enquanto borboletas sobrevoavam seu corpo. Essa cena foi ao ar no capítulo de número 30, no ar em 8 de fevereiro de 1992, um sábado. A pergunta "Quem matou Jorge Tadeu?!" parou o país. As namoradas do personagem foram vividas por Andréa Beltrão, que fazia a esfuziante Úrsula; a delegada Francisquinha, vivida por Arlete Salles; a fogosa Rosemary, personagem de Elizângela; a ingénua Suzana, personagem de Isadora Ribeiro; a discreta Ximena, personagem de Nívea Maria, e por fim, a senhora Hilda Pontes, personagem de Eva Wilma. Outra cena marcante foi a do último capítulo, em que Cândido Alegria (Armando Bogus), se transforma em pedra, e se desfaz, em argila.

PEDRA SOBRE PEDRA

A questão do racismo foi apresentada quando o padre Otoniel, de Antônio Pompêo assume a paróquia de Resplendor e provoca a ira racista de Gioconda Pontes, de Eloísa Mafalda.

PEDRA SOBRE PEDRA

PEDRA SOBRE PEDRA Volume 1 Capa: Adriana Esteves N.º Título Música Personagem Duração 1. "Entre a Serpente e a Estrela (Amarillo By Morning)" Zé Ramalho Murilo e Pilar 3:03 2. "O Homem Que Amei (Someone That I Used To Love)" Fafá de Belém Pilar 4:07 3. "Cabecinha no Ombro" (part. Roberta Miranda) Fagner Jorge Tadeu 4:12 4. "Dona de Mim" 14 Bis Sérgio Cabeleira 3:42 5. "Regra do Jogo" Sá & Guarabira Cândido Alegria 5:12 6. "Madana Mohana Murari" Homem de Bem Úrsula 6:14 7. "Pedras Que Cantam" Fagner Abertura 2:31 8. "Resplendor" André Sperling Queiroz 2:16 9. "O Que a Noite Faz" Elba Ramalho Lola 4:57 10. "Esse Amor" Danilo Caymmi Leonardo 3:19 11. "Medo" André Sperling Cenas de Ação 2:08 12. "Herdeira da Noite" Ithamara Koorax Marina 4:03 13. "Como Se Fosse" Jim Porto Daniela e Tíbor 3:48 14. "Vida Cigana" Instrumental Núcleo dos ciganos

PEDRA SOBRE PEDRA

Volume 2 Capa: Isadora Ribeiro N.º Título Música Personagem Duração 1. "Pergunte Pro Seu Coração" Roberto Carlos Leonardo e Marina 4:45 2. "Outono" Djavan Leonardo e Marina 4:16 3. "Passion" Gipsy Kings Eliane e Yago 3:00 4. "Tomara" Alceu Valença Resplendor 3:28 5. "Negrinho do Pastoreiro" Be Happy Alva 3:06 6. "Noturno Em Mi Bemol Maior, Op. 9, N° 2" The Philadelphia Orchestra Hilda 4:53 7. "Faz de Mim" Dominguinhos Carlão e Vida 3:56 8. "Brincar de Ser Feliz" Chitãozinho & Xororó Daniela e Tíbor 4:02 9. "Te Amo" Wanderléa Ulisses e Jerusa 3:26 10. "Fantasia" André Sperling Vida 4:26 11. "Valsa" Carlos Paredes Inês e Ernesto 2:40 12. "Ritmo do Coração (Track Of Speed)" Instrumental Geral 3:32


                                           PEDRA SOBRE PEDRA ABERTURA 1992

                                                  Pedra Sobre Pedra - Chamada de elenco

                                                        PEDRA SOBRE PEDRA CAP. 40



Comentários