SIMONE

SIMONE

A cantora Simone Bittencourt nasceu em Salvador, capital da Bahia, no Natal de 1949. Era, por essa razão, para ser batizada como Natalina, mas o nome Simone Bittencourt de Oliveira prevaleceu na decisão final. Os médicos da família disseram que a recém-nascida Simone Bittencourt teria uma característica comum às demais mulheres da família: baixa estatura – declaração que caiu por terra durante a adolescência. Filha de um cantor de ópera e de uma pianista, Simone cresceu acostumada com a música.
SIMONE
Em 1965, aos 16 anos, Simone Bittencourt mudou-se de Salvador para São Paulo com os pais. Na capital paulista, Simone Bittencourt estudou música e começou a praticar esportes. Destacou-se no basquete, integrando seleções brasileiras em competições oficiais. Assim mesmo, Simone Bittencourt jamais se considerou uma grande jogadora. Nas concentrações, antes dos jogos importantes, gostava mesmo era de tocar violão. As demais atletas adoravam as cantorias da companheira.
SIMONE
Aos 24 anos Simone Bittencourt foi levada por Moacir Machado para um teste na Odeon. Fez tanto sucesso no teste que assinou contrato com a gravadora e lançou, em 1972, “Simone” seu primeiro LP. Em outubro de 1973, convidada por Hermínio Bello de Carvalho, viajou para Bélgica e França com o espetáculo “Panorama Brasileiro”. Mal havia regressado, a Madison Square (produtora norte-americana) contratou-a para mais uma turnê – de três meses – do espetáculo, dessa vez para Canadá e EUA. No mesmo ano Simone Bittencourt lançou, com os sambistas Roberto Ribeiro e João de Aquino, o LP “Brasil–Export 73 Agô Kelofé” e participou das faixas “Nem Eu”, “Coqueiro de Itapoan/João Valentão” e “Fechei a Porta” do LP “Expo-Som 73 – Ao vivo”.
SIMONE
“Quatro Paredes”, o segundo LP solo, lançado em 1974, colocou dois sucessos nas paradas: “Bodas de Prata” e “De Frente pro Crime”, da dupla João Bosco e Aldir Blanc. O ano seguinte, 1975, seria o ano de “Gota d’água”. O disco alcançou altos índices de vendagem e resultou num show até hoje lembrado como um dos melhores já feitos pela cantora. Os versos de Chico Buarque na música “Gota d’água” ganharam mais força na interpretação de Simone Bittencourt e de Milton Nascimento, seu convidado.
SIMONE
“Face a Face”, “Cigarra” e “Pedaços” foram os discos que se sucederam. O disco “Pedaços” deu origem ao show do mesmo nome, dirigido por Flávio Rangel, e visto em todo o Brasil por mais de 120.000 pessoas. Foi com músicas românticas que Simone realmente se destacou, “Começar de Novo” de Ivan Lins, por exemplo, foi a música responsável por sua ascensão. Em 1980, regravou com explosivo sucesso “Pra Não Dizer que Não Falei das Flores”, de Geraldo Vandré, canção que durante muitos anos esteve censurada pela política repressiva que o país vivia. A baiana Simone Bittencourt tem muito do que se orgulhar, afinal antes dela, em 1981, com o show “Amar”, jamais uma cantora havia lotado, sozinha, o Maracanãzinho. Uma platéia diária de 15.000 pessoas assistiu, em 1982, no Estádio do Morumbi, o “Canta Brasil”, espetáculo que contou com a participação da cantora.
SIMONE
A média de um disco por ano continuou e vieram, respectivamente, “Delírios e Delícias”, “Desejos”, “Cristal”, “Amor e Paixão”, “Vício”, “Sedução”, “Simone Tudo por Amor”, “Liberdade”, “Raio de luz”, “Simone” (espanhol), “Sou Eu”, “La Distancia” (espanhol), “Simone Bittencourt de Oliveira”, “Dois Enamorados” (espanhol) e “25 de Dezembro”. Um CD só com músicas de Martinho da Vila, “Café com Leite” dava início, em 1996, a projetos pessoais, como, por exemplo, o espetáculo “Brasil”, que foi montado no Metropolitan, no Rio de Janeiro, com direção de José Possi Neto, em que Simone Bittencourt interpretava canções de Ari Barroso, Dorival Caymmi, Gonzaguinha e outros, ou ainda, o CD “Loca”, lançado simultaneamente no Brasil e no exterior em 1998, o show “Fica Comigo Esta Noite”, dirigido por Ney Matogrosso, com figurinos de Ocimar Versolato em 2000, e finalmente os CDs “Seda Pura” de 2001 e “Feminino” de 2002, onde pôde viajar na obra de diversos compositores brasileiros.
SIMONE
Apesar de todo o sucesso, a relação com a crítica especializada nem sempre foi amistosa. No entanto, com o espaço conquistado, Simone Bittencourt é considerada uma estrela da MPB e brilhou na turnê do álbum “Baiana da Gema” de 2004, que reunia composições de Ivan Lins. “Simone ao Vivo” foi lançado em CD e DVD em 2005, com algumas músicas já consagradas na carreira da cantora e participação de Ivan Lins, Milton Nascimento e Zélia Duncan. Com patrocínio da Bradesco Seguros, reestreou a turnê nacional "É melhor ser" em setembro de 2015, com ingressos a R$ 1 real: "O preço por vezes acaba afastando o público que tem muita vontade de nos prestigiar, mas nem sempre consegue.
SIMONE
A oportunidade de apresentar o meu show completo, tal como ele foi concebido, cobrando um valor simbólico e rodar por todo o país é muito emocionante. Ficarei meses na estrada, próxima ao coração do povo brasileiro". Em 31 de março de 2016, participou do concerto beneficente "Amália, que perfeito coração", realizado no MEO Arena, em Lisboa, Portugal, cantando os fados "Foi Deus", de Alberto Janes; e "Nem às paredes confesso", de Max de Souza, Ferrer Trindade e Artur Ribeiro. A quadragésima nona apresentação de Simone em Portugal teve a renda destinada à Associação "Novo Futuro".
SIMONE
A presença no palco é caracterizada entre outras pelo traje branco, altura incomum e porte atlético e o gesto de abrir os braços no formato de uma cruz,[38] contemplando gestualmente algumas canções. É característica também a maneira como Simone encerra os espetáculos, distribuindo flores, rosas brancas, para o público: As rosas são uma forma de agradecimento, é uma lembrança minha ao público. E a roupa branca já vem de muito tempo. O branco é a unificação de todas as cores e simboliza o meu mestre espiritual, que me acompanha sempre. 

 fonte:www.Bahia.ws


                                           Simone - Procuro Olvidarte [HQ] [With Lyrics]

                                                               Simone-Uma Nova Mulher

                    Simone CANTA BRASIL (1a ed,1982) Pra não dizer que não falei de flores

                                        SIMONE | VOCÊ É REAL | Coliseu RTP 1986

                                                  SIMONE | IOLANDA | Coliseu RTP 1986

                                                             SIMONE | ENTÃO É NATAL

                                                                 Simone - Jura Secreta

                                      Cantora Simone | Quem é Você | Globo 1995

                                          SIMONE | Migalhas | Programa Hebe 28.09.2009

                                                 SIMONE | O AMANHÃ | Sedução 1988

                                                                Simone - Comecar De Novo

                                                                Simone - Amor Explícito




Comentários