BOZO

BOZO

O programa do palhaço Bozo chegou a ser produzido em mais de 240 estações de televisão em 40 países, entre eles, o Brasil, onde se tornou muito popular, sendo exibido pela TV Record (de 1980 a 1981) e pelo SBT (de 1981 a 1991). O comediante Wandeko Pipoca foi escolhido por Larry Harmon, o dono da franquia, para ser o primeiro Bozo brasileiro.
BOZO
A versão brasileira foi iniciativa de Sílvio Santos, que havia, até então, inaugurado a TV Studios (TVS, atual SBT Rio de Janeiro). Foi no início transmitida em conjunto pela TVS e pela Record (na época, Sílvio Santos era dono das duas emissoras, sendo que a Record ainda não era uma rede).
BOZO
O programa se tornou um dos maiores clássicos infantis da televisão Brasileira e durou pouco mais de dez anos. Estreou no dia 15 de setembro de 1980 e sua última transmissão ocorreu em 2 de março de 1991. O programa era gravado em São Paulo, no antigo estúdio do SBT na Vila Guilherme, localizado na Rua Dona Santa Veloso, 575 (atual Igreja Bíblica da Paz).
BOZO
Com o sucesso do personagem, outros atores - Oliver Mark, Manoel Duarte, Luís Ricardo, Caio Machado, Diego Três, André Peixe, Flori Fernandes, Charle Myara, Nani Souza, Marcos Pajé, Edílson Oliveira da Silva e Arlindo Barreto, foram contratados para o papel no programa que ia ao ar nas manhãs e tardes da emissora. Outros palhaços interpretaram Bozo em shows pelo país.
BOZO
Personagens adicionais foram criados no programa, como o Papai Papudo (Gibe), Vovó Mafalda (Valentino Guzzo), Kuki (Rony Cócegas), Salci Fufu (Pedro de Lara) e o gorila King Bozo. O programa contava ainda com os fantoches Maroca (Leda Figueiró), Candinha (Zaira Zordan), Zico (Fábio Vilalonga), Zecão (Lúcio Esper) e outros.
BOZO
Outro fato marcante do Bozo eram as brincadeiras, As principais eram o Bozo Memória (o maior sucesso da história do programa, introduzida por Arlindo em 1984), Bozo Corrida, Cocó Corrida e a Batalha Naval. Por um bom tempo, muitas dessas brincadeiras podiam ter a participação do telespectador, por meio de ligação telefônica (o número era o célebre 236-0873), possibiltando assim que quem assistisse de casa também pudesse concorrer a prêmios.
BOZO
O programa Bozo terminou em 2 de março de 1991. Os motivos foram a doença de Décio Roberto (o último ator a encarnar o personagem no Brasil) que o levaria à morte em 2 de novembro e a inesperada dificuldade para renovar os direitos da licença do programa Bozo junto à empresa de Larry Harmon, que cuidava do licenciamento do personagem pelo mundo.
BOZO
A partir de 4 de março de 1991, a    Sessão Desenho, apresentada pela Vovó Mafalda, passou a ocupar o espaço na grade de programação deixado pelo programa. Em 21 de maio de 2011, Bozo é homenageado no Festival SBT 30 Anos, em um programa de 75 minutos de duração. Após um período de testes no comando do Bom Dia e Companhia, em 16 de fevereiro de 2013, Bozo estreou seu novo programa, ao ar pelas manhãs de sábado do SBT . O Programa Bozo deixou de ser transmitido em 4 de maio de 2013. A partir daí Bozo e Vovó Mafalda passaram a apresentar juntos o Bom Dia e Companhia em um sistema de rodízio, que contou também com os apresentadores mirins Maisa Silva, Ana Victória Zimmermann, Matheus Ueta e Jean Paulo Campos.



                                                              Bozo - abertura e encerramento

                                                 Bozo - Bozo Corrida (cavalinhos) - 1990

                                                      BOZO SORTEIO (SBT ANOS 80)


Comentários