FANTASMA

FANTASMA

O Fantasma é um personagem de quadrinhos criado por Lee Falk (também o criador do Mandrake, o mágico), contando as aventuras de um combatente do crime, mascarado e usando uma roupa característica. A série começou a ser publicada em jornais diariamente em 17 de Fevereiro de 1936, e aos domingos, como edição colorida, em Maio de 1939, continuando até 2006. Falk encarregou o desenhista Phil Davis do desenho de suas histórias. O Fantasma foi o primeiro super-herói a usar um uniforme, característica desse tipo de publicação. Com o tempo, passou a ser publicada em revistas aos quadradinhos, como republicação das tiras dos jornais, e depois com histórias completas originais.
FANTASMA
No Brasil, o personagem se tornou muito popular e foi publicado por décadas em revista própria da Rio Gráfica Editora. No Brasil, o personagem foi publicado pelo primeira vez em 12 de março de 1936 nos encartes semanais do periódico carioca O Correio Universal e depois em 02 de dezembro de 1936 em capítulos semanais no suplemento A Gazetinha do jornal paulistano A Gazeta. E pela primeira vez numa edição propria em 1937 nas páginas da Edição Extraordinária do Correio Universal , posteriormente apareceu em O Globo Juvenil , O Gibi, quando então era chamado de Fantasma Voador.
FANTASMA
Com a fundação da RGE, as revistas do Fantasma se tornaram o principal produto e eram compostas de edições de tiras diárias e dominicais. Anos depois foram incluídas HQs da Gold Key, DC Comics e da Charlton Comics adaptadas inicialmente ao formato americano e depois aos formatinhos.Essa editora lançou revista própria em 1953 chamada "Fantasma Magazine". Como a demanda por material do personagem era muito grande, a revista chegou a ter histórias (não creditadas) produzidas no próprio país, desenhadas por Walmir Amaral, Júlio Shimamoto, Gutemberg Monteiro e Antonio Homobono.a revista do personagem também chegou a publicar história da garota das selvas Lorna da Atlas Comics (nome usado pela Marvel Comics na década de 1950) Segundo Walmir Amaral, a demanda por material do personagem era tanta que além das histórias americanas e brasileiras, também foram publicadas histórias da Suécia (que também usava material brasileiro), Holanda, Dinamarca e Bélgica.
FANTASMA
Além de publicações das Organizações Globo (Jornal O Globo, RGE, Editora Globo), o Fantasma teve títulos publicados pelas Editoras EBAL, Saber, L&PM, Livraria Civilização, Opera Graphica, Editora Activa (selo da Opera Graphica), Nova Sampa e Mythos Editora. Pela Opera Graphica, o quadrinista Mozart Couto desenhou diversas capas de revistas do Herói . A editora publicou várias revistas sobre o personagem e um livro escrito por Marco Aurélio Lucchetti e Franco de Rosa O último lançamento da Opera Gráfica antes de encerrar as suas actividades foi o livro teórico "Fantasma - Biografia Oficial do Primeiro Herói Fantasiado dos Quadrinhos" escrito por Marco Aurélio Lucchetti e organizada por Franco de Rosa (um dos proprietários da Editora) e lançado em Junho de 2009 Em 2011, a Editorial Kalaco (também pertencente a Franco de Rosa) publicou uma edição de luxo do "Casamento do Fantasma".
FANTASMA
A edição compila as tiras diárias e dominicais desenhadas por Sy Barry e André LeBlanc. É narrado o casamento de Kit Walker e Diana Palmer, tendo dentre os convidados outros personagens criados por Lee Falk: Mandrake, Lothar e Princesa Narda. A história já havia sido publicada em edição especial pela RGE no final da década de 70 .
FANTASMA
Em Agosto de 2013, a Pixel Media, selo de quadrinhos da Ediouro Publicações, publica o álbum "Piratas do Céu: A Saga Completa"24 , em Abril de 2014, publica um novo álbum "O Fantasma vai à guerra"25 , em Julho do mesmo ano, o jornal carioca Extra da Infoglobo começa a publicar as tiras diárias clássicas do personagem ao lado de outra tira longeva, Recruta Zero de Mort Walker.

FONTE:Wikipédia, a enciclopédia livre.





















>

Comentários