ADOLETA

Adoleta (do francês "Andouillette" que significa almôndega), chamada também de adoletá ou adotecá é uma brincadeira infantil brasileira onde os participantes fazem formação em roda, batem a mão do outro participante e cantam a música "Adoleta". Trazida para o país durante a imigração francesa e que sofreu adatações conforme o tempo. Origem A origem da brincadeira tem influência da imigração francesa no Brasil, oriunda de músicas infantis francesas 2 . Como a maioria tinha dificuldades em pronunciar as palavras originais ou a sua tradução, a melodia foi se transformando (abrasileiramento) tornando o que nós conhecemos hoje. Regras Pode ser jogada em dupla ou grupo: Em dupla: as duas pessoas colocam, uma de suas mãos sobre a mão do outro participante, batendo uma na outra enquanto canta a canção. Em grupo: faz-se uma roda, onde os participantes intercalam as mãos e colocam a mão direita sobre a esquerda do participante ao lado. Desloca-se a mão direita de forma a bater com a palma na mão direita do participante ao lado e assim por diante. Este movimento segue até o fim da silabação da música O participante que receber o tapa na mão ao final da silabação da música, é eliminada e continua-se a brincadeira até chegar no último participante, que se torna o vencedor

ADOLETA

Canção A-do-le-tá; Le peti peti polá; Le café com chocolá; A-do-le-tá; Puxa o rabo do tatu; Quem saiu foi tú! Há outras variações da música que não são muito conhecidas, provavelmente mudadas ou criadas hoje em dia. A-do-le-tá; Le peti peti polá; Le café com chocolá; A-do-le-tá; Puxa o rabo do tatu; Quando quem saiu foi tu; Puxa o rabo da cutia; Quando sai a sua tia; Quando um ganha o outro perde; Não adianta disfarçar; E tem que ficar ligado; Quando a música parar! A-do-le-tá; Le peti peti polá; Le café com chocolá; Sa-bo-ne-te; Cento e cinquenta com muito carinho; Vai ter que me dar um pedacinho; Baygon baygon; Baygon com detefon; Um dois três quatro cinco; Seis sete oito nove dez; Barra berra birra borra burra!






Comentários